P

Pedro Indio Negro – Uivo de Bruxa Letra

Uivo de Bruxa –
Pedro Indio Negro Letra:

Chega no vento
O berro de uma menina
E o povo começa a ouvir
Respirando no ar as suas cinzas
E tropeçando na fumaça que surge

O cheiro podre de liberdade queimada
De um amor que no tronco apanhou

Domerinda, Manu, Cátia e Maria
São as bruxas que o passado não queimou
Glaucia Lima, Nina, Thainá e Bia
São as bruxas que o passado não queimou

Amoladas na ponta das estrelas
Batizadas na luz do luar
Querem andar, poder vestir
Sorrir, sentir e amar

Vão apagar as atuais fogueiras
Com o fogo da volúpia
Depois alçar o voo
E ai de quem não acompanhar

Oh, quando a bruxa uiva
Oh, fogo na trança ruiva
Oh, menino, tu se cuida
Essa fulô pesa uma tonelada

Oh, quando a bruxa uiva
Oh, fogo na trança ruiva
Oh, menino, tu se cuida
Essa fulô pesa uma tonelada

Chaga no vento o berro de uma menina
E o povo começa a ouvir
Respirando no ar as suas cinzas
E tropeçando na fumaça que surge

O cheiro podre de liberdade queimada
De um amor que no tronco apanhou

Domerinda, Manu, Cátia e Maria
São as bruxas que o passado não queimou
Glaucia Lima, Nina, Thainá e Bia
São as bruxas que o passado não queimou

Amoladas na ponta das estrelas
Batizadas na luz do luar
Querem andar, poder vestir
Sorrir, sentir e amar

Vão apagar as atuais fogueiras
Com o fogo da volúpia
Depois alçar o voo
E ai de quem não acompanhar

Oh, quando a bruxa uiva
Oh, fogo na trança ruiva
Oh, menino, tu se cuida
Essa fulô pesa uma tonelada

Oh, quando a bruxa uiva
Oh, fogo na trança ruiva
Oh, menino, tu se cuida
Essa fulô pesa uma tonelada

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: